uso de dados

Atualmente, cada vez mais empresas se atentam para a necessidade de conhecer os próprios dados e tirar insights deles. Assim, o uso de dados é uma tendência para impulsionar negócios em 2022.

O uso de Analytics, AI/ML, Data Management e até mesmo Edge Computing e 5G estarão na pauta prioritária de mais de 47% das empresas. A sua empresa já está se preparando para isso?

Este artigo fala sobre uma das 10 tendências do mercado brasileiro de TI e Telecom para 2022. A lista completa foi criada pela IDC Brasil, e aqui no blog da AMTI você confere detalhes sobre cada tema. Acompanhe para saber das principais iniciativas estratégicas que direcionarão os gastos de TI em 2022!

Leia também: Tendências para 2022: Serviços de Cibersecurity

Como o mercado se prepara para melhorar o uso de dados

Segundo a IDC, cerca de U$ 2,9 bilhões serão destinados a soluções e serviços relacionados a Big Data & Analytics no Brasil, um aumento de 10,8% em relação a 2021. Além disso, para a Inteligência Artificial e Machine Learning, a IDC aponta um crescimento de 28% no mesmo período. O total de investimentos deve chegar a U$ 504 milhões.

“Mesmo havendo uma evolução clara, muitas empresas ainda carecem de uma cultura de dados estabelecida e difundida nas áreas de negócios. Essa cultura que é necessária para que se possam estabelecer métricas e modelos de tomada de decisão ágeis, gerando maior competitividade. Neste contexto, o avanço do edge computing, estimulado pelo 5G, deve ocupar papel de destaque”, conclui Luciano Ramos, gerente de pesquisa e consultoria de enterprise da IDC Brasil.

Leia também: Edge Computing é a nova nuvem

Desafios do gerenciamento de dados

Conforme as previsões da IDC, até 2025 devemos ver as divergências regionais em privacidade de dados, segurança e mandatos e colocação, uso e divulgação forçarem 80% das empresas a uma reestruturação. Ou seja. elas deverão alinhar seus processos de governança de dados baseados em uma base autônoma.

Assim, organizações bem-sucedidas poderão usar da soberania digital para estimular novos investimentos em planos de controle de recursos/dados. Desse modo, será possível direcionar os esforços de automação de TI que reduzem os riscos de confiança em áreas como segurança cibernética. Ao mesmo tempo, é possível fornecer uma base para novas experiências de clientes, experiências de funcionários e esforços de operações remotas.

Leia também: Tendências para 2022: Ambientes híbridos

Os controles de dados serão examinados

Dentre as previsões de 2022 até 2025, temos também as avaliações das empresas públicas que se basearão cada vez mais em dados. Tanto na confiança dos controles de dados para o uso adequado/eficaz deles, quanto nos controles financeiros, com foco no aumento dos gastos em soluções centradas em dados.

Agora, os líderes de TI devem priorizar a seleção de parceiros de tecnologia e serviços com base em sua capacidade de lidar com os desafios mais importantes. Afinal, a inteligência artificial não vai substituir bons gestores e parceiros.

José Borbolla, Gerente Sênior de Data Science e Diretor de Data Powerhouse na Bayer, explica que não basta adquirir as ferramentas e dispositivos mais modernos. “É preciso capacitar equipes e lideranças, em todos os níveis hierárquicos, com um repertório analítico mais amplo”, explica.

O uso de dados e as políticas públicas

À primeira vista, o debate sobre uso de dados pode parecer distante das políticas públicas na prática. Porém, em São Paulo existe a Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados – Fundação Seade. Hoje, considerada um centro de referência nacional na produção e disseminação de análises e estatísticas demográficas e socioeconômicas.

Atualmente, a instituição desenvolve e aprimora metodologias e ferramentas voltadas para a formulação, o monitoramento e a avaliação de políticas públicas. Nesse sentido, a Fundação está à disposição de outros órgãos públicos, de empresas e da sociedade como um todo para projeções socioeconômicas.

Essas projeções ajudam a direcionar investimentos e ampliar a oferta de capacitações para determinados mercados.

Pensando especificamente nos benefícios sociais do uso de dados, é possível, por exemplo, determinar o número de crianças em idade escolar e a expectativa de vida dos idosos. Assim, é possível responder se determinada região precisa de mais lares para idosos ou mais creches.

Além disso, também é possível traçar estratégias mais efetivas para combater a disseminação de doenças e direcionar investimentos. É o que afirma Mônica La Porte Teixeira, Chefe do Departamento de Produção de Indicadores Demográficos no Seade e Doutora em Epidemiologia.

Leia também: Tendências para 2022: Crise dos semicondutores

Uso de dados e tomada de decisão

Atualmente no Brasil, mais da metade das empresas usa dados para orientar a estratégia de negócio. Isso pode ser concluído conforme o estudo global realizado pela plataforma de business intelligence MicroStrategy em 2019. Este número representa não só uma tendência que deve crescer, assim como a profissão de analista de dados também passa a figurar no ranking das profissões do futuro. Igualmente, também vemos um aumento na busca das empresas por consultorias especializadas.

Definitivamente, aquelas que atendem a essas demandas e, de quebra, ainda trazem o olhar estratégico e 360º para o negócio, sem dúvidas, largam na frente.

Enfim, dentre as projeções, a aposta vai para a utilização de dados acionáveis, os quais são responsáveis por uma verdadeira revolução no uso de dados. Mais do que garantir insumos e embasamento para a tomada de decisão, eles compõem o agrupamento de insights e ações automatizadas para cada ponto de contato com o cliente.

Se a sua empresa ainda não faz uso dos dados a seu favor, é provável que ela fique para trás do novo mercado. Afinal, o mercado está mais digitalizado, experiente e pronto para agir em situações críticas orientado por evidências do que nunca.

Você sabia que a AMTI é pioneira em Edge Computing no Brasil? Garanta recursos computacionais de alta disponibilidade de dados e informação em tempo real para seus projetos de IoT e IA. Reduza o risco de exposição de dados confidenciais com o processamento de dados em nossos servidores.

Fale com a gente para melhorar o uso de dados na sua empresa!

Categories:

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *