Armazenamento na nuvem: será que os meus dados estão seguros? Postado por: AMTI - 22/07/16


Agilidade no resgate de informações, disponibilidade dos dados da empresa em qualquer hora e qualquer lugar e controle de níveis de acesso são recursos que já estão disponíveis para qualquer empresa, com o armazenamento na nuvem.

Ao migrar os dados da empresa, parcial ou totalmente para a nuvem, você torna a gestão do seu negócio mais ágil e eficiente, contando com recursos que se adaptam totalmente ao seu empreendimento. Sistemas de gestão na nuvem já são realidade, assim como servidores de armazenamento de dados que permitem que seus e-mails corporativos sejam mantidos online, documentos, aplicativos, bancos de dados e outros recursos indispensáveis para a continuidade do seu negócio. E tudo isso com total controle de seus dados e recursos eficientes de segurança virtual.

Mas o que faz com que muitas empresas ainda desconfiem da facilidade que é ter documentos importantes hospedados na nuvem é a questão da segurança.  Aqui vale ressaltar que não podemos confundir a experiência de um mero usuário, com pouca ou nenhuma segurança, com a nuvem corporativa. Mas será que seus dados ficam realmente seguros?

Armazenamento interno X armazenamento na nuvem

O armazenamento na nuvem veio para substituir uma grande e cara infraestrutura de TI, ou seja, para economizar recursos, infraestrutura e até o tempo da sua equipe de técnicos e analistas.

Hoje você não precisa de servidores robustos, salas refrigeradas, manutenção constante e backups programados para salvaguardar todo o conhecimento empresarial. Basta uma boa conexão de internet e os aplicativos certos para manter tudo organizado e seguro na nuvem.

Enquanto os documentos armazenados internamente estão sujeitos a falhas humanas e tecnológicas e acidentes de trabalho que podem comprometer a informação registrada, como a queima de um HD e a falta de um backup, por exemplo, com os documentos armazenados na nuvem e com um serviço de gerenciamento desses dados, você tem total segurança de que os backups são feitos diariamente e que, mesmo que um computador falhe, você pode acessar qualquer arquivo por meio de qualquer outro dispositivo.

Mas e os vírus? E os hackers?

O medo de muitas empresas em utilizar serviços de armazenamento na nuvem está ligado a invasões de hackers e vírus. Porém, as empresas que oferecem esse tipo de serviço de guarda de documentos investem pesado em ferramentas de segurança para que todos os documentos da sua empresa sejam mantidos com o máximo de confidencialidade possível. Para que você entenda como tudo funciona, selecionamos algumas das medidas tomadas pelas maiores empresas do segmento em questão de segurança:

Controle de acesso mediante senha

Este é um dos cuidados primários que todo serviço de armazenamento na nuvem deve ter e, como sabemos, não é dos mais seguros, pois muitos hackers são experts em roubo de senhas. Entretanto, existem alguns cuidados que você mesmo pode tomar ao definir as senhas de acesso na sua empresa:

  • Uso de símbolos (@#$%&) na senha;

  • Uso de letras maiúsculas e minúsculas;

  • Uso de números, letras e símbolos;

  • Evitar datas comemorativas, como aniversário e data de nascimento;

  • Evitar nomes de pessoas próximas;

  • Evitar hobbies conhecidos de outras pessoas;

  • Evitar palavras de dicionário.

Criptografia de dados

Outra medida tomada pelos provedores de serviços de armazenamento na nuvem é a criptografia de dados, ou seja, os dados que são trocados entre os computadores da empresa e o servidor remoto são transformados em códigos que só podem ser decifrados nestas duas pontas.

Existem dois tipos de criptografia de dados: simétrica e assimétrica. Na criptografia simétrica, tanto a empresa quanto o fornecedor de serviços de armazenamento na nuvem detêm a mesma chave de decodificação. Na assimétrica, as chaves são diferentes, portanto, apenas o sistema de armazenamento na nuvem pode decodificar o que você envia.

A qualidade da criptografia de dados está relacionada à quantidade de bits utilizados: quanto maior o número de bits, mais difícil para um hacker decifrar o código. O sistema de criptografia de dados mais sofisticado do mercado é o AES 256 bits, utilizado pela maioria dos provedores de serviços de armazenamento na nuvem.

Por parte das empresas de armazenamento na nuvem, o oferecimento de conexões seguras (SSL) é indispensável para que se evite que outras pessoas interceptem seus documentos. De sua parte, é fundamental que a rede da empresa também conte com recursos como conexões SSL, para que a proteção seja eficaz nas duas pontas.

Certificados de segurança

Existem muitas empresas que auditam a segurança de outros sites e serviços na internet, a fim de descobrir falhas na segurança e informar os clientes a respeito, para que eles tomem as providências e tornem seus serviços ainda mais seguros.

Sites de armazenamento na nuvem que possuem selos ou certificados de segurança foram auditados por essas empresas especialistas, ou seja, estão tomando todos os cuidados para que os seus dados não sejam acessados por terceiros.

Existem basicamente dois tipos de certificados de segurança utilizados no armazenamento na nuvem: certificados de serviço, que garantem a segurança da comunicação entre os computadores da sua empresa e o servidor do provedor de serviços de armazenamento; e os certificados de gerenciamento, que gerenciam e autenticam as assinaturas digitais (login e senha de acesso) para evitar invasões de terceiros.

Armazenamento na nuvem serve para qualquer empresa?

O número de empresas que aderem ao armazenamento na nuvem só vem aumentando nos últimos anos. De acordo com pesquisa da Embratel em parceria com a Teleco, 17% das empresas brasileiras já utiliza serviços de cloud computing, onde se encontra o serviço de armazenamento na nuvem.

Estudo da Aberdeen Group, citado pelo site Olhar Digital, demonstrou também que a maioria das empresas que utilizam serviços de armazenamento na nuvem são pequenas empresas, que visam reduzir os custos de manutenção de servidores adotando um modelo de armazenamento inteligente e de fácil acesso. Segundo este estudo, 44% dos dados principais das empresas já se encontram na nuvem, e a tendência é de que esse número só aumente nos próximos anos.

É claro que existe espaço para muito mais e que este mercado tem forte tendência de crescimento para os próximos anos, já que as empresas geram cada vez mais dados e precisam de soluções inteligentes de armazenamento que permitam a escalabilidade dos dados ao mesmo tempo em que reduz custos de armazenagem da informação.

Sua empresa já utiliza serviços de armazenamento na nuvem? Quais são suas impressões em relação à segurança dos dados? Deixe o seu comentário!

 


Comentários