Ambientes de nuvem

Cada vez mais empresas aderem à variedade de ambientes de nuvem. Porém, segundo o Estudo Global sobre Segurança Zero Trust para a Nuvem, da Appgate, 60% dos líderes de TI e segurança não estão confiantes sobre suas organizações garantirem acesso seguro à nuvem. Você está entre eles?

Ambientes de nuvem, como nuvem híbrida e outras infraestruturas de cloud computing, fazem parte das principais medidas para um modelo de trabalho remoto que oferece segurança no acesso de cada colaborador, não importa onde esteja. Sendo assim, monitorar esses ambientes de nuvem faz parte de uma rotina para identificar e definir pontos fortes e fracos no sistema. Mas, ao que indica a pesquisa, muitos profissionais ainda têm dúvidas sobre como fazer uma cloud security adequada.

Leia também: 5 Vantagens de contratar cloud no Brasil

Entenda aqui como essa pesquisa foi feita, tudo o que ela revelou sobre ambientes de nuvem e como confiar na sua segurança de nuvem.

Segurança para Ambientes de nuvem: Como foi feita a pesquisa?

Realizada de forma independente pelo Ponemon Institute, a pesquisa envolveu a participação de cerca de 1.500 tomadores de decisão de TI, além de profissionais de segurança. O recorte da pesquisa foi mundial.

Como resultado, alguns desafios se sobressaíram na opinião dos participantes do estudo:

  • Monitoramento/visibilidade de rede (48%);
  • Experiência interna (45%);
  • Aumento de vetores de ataque (38%);
  • Soluções em silos (36%).

Um total de 62% dos entrevistados afirma ainda que soluções tradicionais de segurança, como as baseadas em perímetro, não são mais adequadas para impedir ameaças como:

  • Ransomware;
  • Ataques distribuídos de negação de serviço (DDoS);
  • Ameaças internas e ataques man-in-the-middle.

Quais medidas os líderes de TI pretendem adotar?

Conforme as práticas de desenvolvimento nativas da nuvem crescem, os entrevistados fizeram suas escolhas do que lhes pareciam mais efetivo. Os resultados foram:

  • 90% adotarão DevOps;
  • 87% também adotarão contêineres nos próximos 3 anos;
  • 42% segmentarão seus ambientes e aplicarão o princípio de privilégio mínimo.

Ou seja, isso mostra o quanto as organizações ainda não estão seguras sobre a aplicação de práticas de segurança modernas. De acordo com a pesquisa, quase um terço das organizações não tem colaboração entre segurança de TI e DevOps, por exemplo. Isso representa um risco significativo pra essas empresas.

O Zero Trust Network Access

Ainda Segundo o relatório, o Zero Trust pode ser uma saída de aceleração da transformação dos ambientes de nuvem. O Zero Trust Network Acess, ou acesso à rede de confiança zero (ZTNA), é um método de controle de acesso aos aplicativos. O ZTNA serve para verificar usuários e dispositivos antes que acessem o aplicativo da organização.

O Dr. Larry Ponemon, presidente e fundador do Ponemon Institute, afirma que o Zero Trust pode ajudar as empresas a enfrentar os desafios e oferecer benefícios que vão além da segurança em nuvem. Segundo Ponemon, o ZTNA também representa um aumento da produtividade, além de melhorar a eficiência das equipes de TI e usuários finais.

Desse modo, a pesquisa apontou que os entrevistados que adotaram uma estratégia Zero Trust perceberam os seguintes avanços:

  • 65% relatam aumento de produtividade da equipe de segurança de TI;
  • 61% percebem uma autenticação mais forte usando identidade e postura de risco;
  • 58% notam maior produtividade para DevOps;
  • E também 58% viram uma maior visibilidade da rede e recursos de automação.

Leia também: Segurança em nuvem reduz custos de 79% das empresas

Assim, ficou claro que o Zero Trust Network Access para ambientes de nuvem é um recurso que vale a pena. Com ele, os profissionais de TI podem acompanhar implementações ágeis de nuvem, além de contar com um mecanismo de política unificado.

Porém, nem todos estão convencidos disso. Um total de 53% dos entrevistados que não planejam adotar o Zero Trust dizem que o termo não passa de marketing. Aparentemente, há uma confusão sobre o significado e função do Zero Trust. Além disso, apenas 33% dos entrevistados se mostraram confiantes sobre o conhecimento de aplicativos, plataformas ou serviços para ambientes de nuvem que estão em uso atualmente.

Tenha ambientes de nuvem seguros

A segurança de ambientes de nuvem evita que os resultados da sua empresa sejam prejudicados por atritos internos. Estes atritos podem ser em relação à propriedade, burocracia, ou até mesmo políticas desnecessárias. Normalmente, uma falha de segurança bastante comum é a falta de colaboração entre profissionais de redes de segurança.

Sua empresa também precisa de cloud security? Conheça os serviços de cloud computing da AMTI. Nossa nuvem é própria, construída desde 2015 e aprimorada continuamente. Utilizamos soluções de Software Defined Datacenter e asseguramos estabilidade mesmo para os negócios mais críticos.

Nosso modelo de cobrança foge da nebulosidade das Clouds públicas e damos previsibilidade de custo, disponibilidade e operação para nossos clientes, além de atendimento diferenciado direto com nossos analistas.

Oferecemos para você:

  • IaaS (Infraestructure as a service)
  • PaaS (Platform as a service)
  • BaaS (Backup as a service)
  • DRaaS (Disaster recovery as a service)

Gostou de conhecer as vantagens de contratar ambientes de nuvem no Brasil? Clique abaixo para fazer sua cotação express, definindo os recursos que sua operação precisa.

Quero minha cotação

Continue acompanhando o blog para se manter atualizado sobre o mercado de TI.

Categories:

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *